Você;

Hoje, afaguei a ferida e por um triz quase me traí. Sabe... Estou cansada de ser vulnerável a você. Porque enquanto meus dias são caóticos, sei que não causo sequer uma centelha de falta nos seus dias. Porque por mais que eu diga aos outros estar seguindo adiante minha mente prende-se a você. Só quem passa o mesmo que eu sabe o que é carregar cicatrizes invisíveis de um falso amor. Minha fragilidade diminuiu-se e as várias lacunas que você deixou estão sobre proteção, porque é a única forma de não me envolver, não me ferir e lhe deter. É que você não soube medir as palavras e agora são seus atos que me atingem. Mas já foi, passou, cessei o chororô. Você é a minha soma errada, o meu equívoco... Porque por malícia ou insensatez, você só fez confusão em mim.


Desculpem pelo texto ultra-mega-power-blaster pessoal, mas como não postava a 13 dias e surgiu isso em tom de desabafo resolvi postá-lo. Em breve me atualizo e respondo demais comentários.
Beijo para quem é de beijo.

18 comentários:

  1. Não sei se já falei, mas me identifico com muitas de suas palavras.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. " Só quem passa o mesmo que eu sabe o que é carregar cicatrizes invisíveis de um falso amor".

    Pois é, esse trecho falou bastante. Mas então percebi que nunca tinha sido amor. Então larguei e segui em frente.

    E sobre escrever textos para desabafar, faça isso sempre que precisar e quiser. Aqui é teu espaço.

    Que tudo fique bonito pra ti!

    E que a tua páscoa seja bela!

    Beijos, Babi!

    ResponderExcluir
  3. Concordo, esse é o seu espaço, então... Use-o como quiser. :)
    Só quem passa por isso para entender, não é mesmo? Às vezes, essas cicatrizes mesmo que invisíveis podem ser muito profundas. Mas como você mesma disse: "cessei o chororô".

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Acho que dizer "Eu sei como é" não é o bastante pra expressar o quanto entendo isso.

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto desses textos mais pessoais que você escreve, mefaz te ver melhor...!

    Adorei esse..

    ResponderExcluir
  6. "Hoje, afaguei a ferida e por um triz quase me traí. " Fiz isso EXATAMENTE hoje!!! Mas já voltei a seriedade!!!


    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Me identifiquei muito com esse texto. Que tudo melhore pra você
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Sempre temos o poder de escolher...
    Adorei o texto!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Acredito que aquele dia em que eu te dei conselho tarde da noite tenha algo a ver com esse texto, não? Concordo com a sua decisão, quando as coisas acabam é porque não há mais motivo em continuar. Então pra quê ficar vindo atrás, reanimando uma falsa esperança? Completamente desnecessário, né diva?

    Beijo :*

    ResponderExcluir
  10. Não precisa se desculpar pelo desabafo, se é assim tenho que me desculpar toda vez que postar então... Beijo

    ResponderExcluir
  11. Admitir uma tristeza é coragem, chorar por ela é admirável, seguir adiante é crescimento.

    Erros e lamentos todos temos em maior ou menor grau, nem todos admitem, mas admití-los e saber quando é hora de ir adiante é pra poucos e não é fácil. Somos humanos.

    Estacar e permanecer lamuriando-se cansa e prolonga o problema sem solução, seguir em frente, aprendendo com as falhas, é o que nos torna melhores.

    ResponderExcluir
  12. É triste pensar em alguém que não está nem aí para nós.

    A gente sofre, ama, sente, sonha sempre sozinho.
    É ruim não compartilhar um sentimento assim.
    Há certos sentimentos que não nasceram para ser vividos por um só.

    Meu beijo!

    ResponderExcluir
  13. Acho que um blog tem um pouco desse dever de nós desabavarmos e com os comentários conseguirmos superar os desafios da vida.
    Sei bem do que você esta dizendo, mas se eate "você" complicou tanto a sua vida, o melhor que você tema fazer é seguir sua vida.

    ResponderExcluir
  14. Então é isso, sem chororô, seguir em frente. Ainda assim, tirar a pessoa do pensamento requer tempo e exercício de resistência, para não ceder.
    Se não é bom, passa.

    ResponderExcluir
  15. "Porque enquanto meus dias são caóticos, sei que não causo sequer uma centelha de falta nos seus dias"
    Essa parte me tocou bastente...
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. [comentando de novo: tem meme pra você no meu blog! Corre lá! http://apseudociencia.blogspot.com/2011/05/minha-pequena-estante-de-livros.html Beijos! :* ]

    ResponderExcluir
  17. Oiee Bárbara!!

    Tudo beim?!

    Então, eu estou aqui passando para te fazer um SUUUPER pedido!! O blog mudou de endereço e eu PRECISO MUITO que você passe lá e me fale o que achou! *-* Por favor, eim?! A sua opinião vai fazer uma blogueira muito feliz!

    Passa lá!!

    http://equalizedaleitura.blogspot.com

    E tem o twitter tbm! Eu sigo de volta! @EqualizeLeitura

    Obrigada!

    Beijos da Rapha! :*

    ResponderExcluir
  18. A ferida do outro é do outro só por um tempo. A palavra do escritor pertence ao seu domínio até que ele a expulse de si mesmo.
    Escrever é isso, expulsar a si!
    Beijo menina que eu sou fã no twitter.

    ResponderExcluir

✖ Não faça propaganda de seu blog;
✖ Se discordou de algo, não publique comentários anônimos;
✖ Não é avisando que (per)segue meu blog que será recíproca;
✔ Retribuirei qualquer comentário se possuir blog;
✔ Estou aberta a críticas construtivas e a novas amizades...
♥ Desde já, agredeço sua opinião!